Fluoretação da água de abastecimento público como política pública na saúde bucal

  • Isadora Lima Avelar FPM
  • Debora Araujo Morais
  • Aline Alves Queiroz
  • Geovana Vieira Faria
  • Roberto Lopes Goes
Palavras-chave: Fluoretação da água, Cárie dentária, Flúor

Resumo

Introdução: A cárie dentaria é uma doença infecciosa que atinge indivíduos de todas as faixas etárias e diferentes níveis socioeconômicos. Ela representa um dos grandes problemas da saúde publica do Brasil e do mundo. Uma das medidas de prevenção que mais possui resultados positivos e que tem um amplo alcance populacional é o uso dos fluoretos. Os principais meios utilizados nessa prevenção são o uso do creme dental e a adição de flúor na as aguas de abastecimento público. A fluoretação dos sistemas públicos de abastecimento é considerada a medida de saúde mais eficaz na prevenção da doença, pois apresentar um grande alcance populacional, por ser considerada segura, benéfica à saúde bucal, sem efeitos colaterais e não exigir esforço da população. Em 1945, começaram os primeiros estudos de fluoretação da água, e a primeira cidade a ter suas águas de abastecimento fluoretadas foi Grand Rapids, nos EUA. A primeira cidade brasileira, que estudou aprofundo a adição de compostos fluoretados na água de sistema de abastecimento público, foi Porto Alegre no Rio Grande do Sul, a qual iniciou suas pesquisas em 1944. No entanto baixo Guandu no Espirito Santo, em 1953, foi o primeiro município brasileiro a implantar o método de fluoretação da água em sistema de abastecimento público. Objetivo: O objetivo deste trabalho é afirmar a importância da fluoretação de agua no abastecimento como politica publica na prevenção da carie dentaria. Metodologia: O presente trabalho tem como foco a importância da fluoretação das aguas no controle da carie dentaria. Foi feito um levantamento bibliográfico no Scientific Electronic Library Oline (SciELO) como descritores: carie dentaria, flúor e fluoretação de aguas. Discussão: O presente trabalho concentrou-se no estudo bibliográfico acerca da importância da fluoretação das águas consumida pela população em geral, uma vez, que atualmente, sabe-se que a utilização adequada e contínua de flúor na água é meio eficaz à prevenção da cárie dentária. A política nacional de saúde pública busca incentivar a fluoretação das águas a fim de melhorar as condições de saúde bucal de toda a população brasileira. Conclusão: Com o desenvolvimento desse trabalho percebemos que a fluoretação da água é reconhecida hoje, como o fator primordial de declínio da prevalência da cárie dentária na população brasileira, onde se torna obrigatório a fluoretação da água de abastecimento público. Entretanto o uso da água fluoretada deve-se se dar em quantidade adequada e de forma contínua para que a prevenção seja efetiva, pois, a interrupção definitiva da fluoretação, bem como o nível baixo de flúor torna a medida ineficaz, bem como o nível elevado pode causar a fluorose dentária.

Publicado
27-12-2021
Como Citar
Avelar, I., Morais, D., Queiroz, A., Faria, G., & Goes, R. (2021). Fluoretação da água de abastecimento público como política pública na saúde bucal. Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 20-21. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021flueratacao