Atuação da odontologia no diagnóstico e tratamento da Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS)

  • Geovane Cleber Oliveira Júnior FPM
  • João Vitor Antônio de Oliveira FPM
  • Taís Alves Reis
Palavras-chave: APNEIA, SONO, POLISSONOGRAFIA, DIAGNÓSTICO, TRATAMENTO

Resumo

Introdução: A Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) é um distúrbio respiratório, crônico, progressivo, incapacitante e com graves repercussões sistêmicas.  Caracteriza-se por um colapso recorrente das vias aéreas superiores (VAS), que impede a passagem de ar e, consequentemente, causa despertares frequentes. A sua etiologia é multicausal, não sendo totalmente esclarecida. Porém, sugere-se incontáveis fatores patogênicos como: alterações craniofaciais, de comando respiratório e neuromusculares da laringe e de diversas outras estruturas anatômicas inerentes ao trato gastrointestinal e respiratório. Objetivo: Evidenciar a importância do conhecimento do cirurgião-dentista acerca do diagnóstico precoce da SAHOS, da solicitação de exames complementares adequados, das suas classificações e, por fim, medidas terapêuticas assertivas de acordo com as peculiaridades do indivíduo.  Metodologia: Buscas nas bases de dados SciELO, LILACS, PubMed, MEDLINE e Google Scholar no período de 2005 a 2021, com os seguintes termos de indexação: apneia, sono, polissonografia, diagnóstico e tratamento.  Discussão: Atualmente, com a Odontologia do Sono é possível que o diagnóstico da SAHOS também seja feito por cirurgiões-dentistas e, não só por médicos e otorrinolaringologistas como era realizado em tempos remotos.  Para isso, é necessário amplo conhecimento acerca da arquitetura do sono, seus estágios (REM e NREM), realizar uma anamnese bastante criteriosa e detalhada, investigando queixas de ronco, despertares constantes e sonolência excessiva. Além disso, realizar o exame físico complementar, que inclui a análise de medidas antropométricas como o índice de massa corporal (IMC), circunferência do pescoço e pressão arterial. Não obstante, é importante avaliar o esqueleto craniofacial, a posição da mandíbula e maxila, oclusão e o posicionamento das articulações temporomandibulares (ATMs) do paciente. Todos os protocolos supracitados são de extrema relevância para a identificação da doença; todavia, a polissonografia (PSG), é indispensável, pois é capaz de monitorar parâmetros fisiológicos durante o sono. Dessa maneira, possibilita definir a gravidade e o tipo da apneia presente, sendo este exame considerado padrão ouro no diagnóstico da SAHOS. O seu tratamento deve ser multidisciplinar e indispensável em virtude dos seus agravos e agudizações que, acarretam em ônus na saúde pública como acidentes automobilísticos em decorrência da hipersonolência diurna. Existem diversas medidas e condutas terapêuticas, dentre elas, destacam-se: pressão aérea positiva contínua (CPAP), tratamento cirúrgico, farmacológico e a utilização de aparelhos intraorais (AIO) para a reanatomização harmônica das estruturas orais que possibilitará uma respiração fisiológica. Esses aparelhos são subclassificados em: elevadores de palato mole, retentores linguais e reposicionadores mandibulares. Em geral, os dispositivos intraorais são bem aceitos, pois têm custo-benefício favorável, fácil adesão, adaptação e apresentam resultados satisfatórios. Conclusão: Portanto, tendo em vista os fatos mencionados, é de extrema importância que o cirurgião-dentista tenha conhecimento e domínio teórico e clínico acerca da SAHOS e da arquitetura do sono. Dessa maneira, será possível realizar o diagnóstico precoce da patologia, através de exames que alicercem a comprovação da alteração. A partir daí, é importante traçar um planejamento de tratamento exclusivo para o paciente de acordo com as suas subjetividades, com uma equipe multiprofissional, que elegerá a medida terapêutica mais benéfica conforme as características apresentadas pelo indivíduo.

Publicado
27-12-2021
Como Citar
Oliveira Júnior, G., de Oliveira, J. V., & Reis, T. (2021). Atuação da odontologia no diagnóstico e tratamento da Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS). Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 7. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021sahos