Manifestação bucal mais comum em casos de maus tratos infantis

  • Ana Paula Monteiro Da Silva
  • Bethanea Elizabeth Silva
  • isabela marins soares Faculdade Patos de Minas
  • Janaína de Pádua Silva
  • Luana Afonso Costa
  • Cizelene do Carmo Faleiros Veloso Guedes Faculdade Patos de Minas - FPM
Palavras-chave: Maus tratos infantis, Lesões bucais, Estomatologia, Abuso sexual infantil

Resumo

 

Introdução: O sexo oral forçado (felação) gera uma lesão assintomática que tem como característica as petéquias, eritema, e equimoses no palato, em razão ao trauma físico. Objetivo: O objetivo do trabalho é enfatizar as características clínicas frente ao diagnóstico de abuso sexual na infância. Metodologia: O presente trabalho foi desenvolvido na forma de revisão da literatura. Foram utilizados artigos das plataformas de pesquisa  SciELO e Google Acadêmico, dentre os períodos de 2009 a 2021, e um livro de Patologia Bucal, publicado no ano de 1987. Discussão: O abuso sexual infantil é um problema que assola a humanidade. Os maus tratos começam, geralmente, a partir dos cinco anos de idade e independe da classe social e etnia. Usualmente, as múltiplas lesões são encontradas entre o palato duro e palato mole. Elas desaparecem entre sete a dez dias. Conclusão: Conclui-se que é papel do Cirurgião dentista fazer anamnese detalhada e identificar casos suspeitos.

Publicado
27-12-2021
Como Citar
Da Silva, A. P., Silva, B., soares, isabela, Silva, J., Costa, L., & Guedes, C. do C. F. V. (2021). Manifestação bucal mais comum em casos de maus tratos infantis. Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 31. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021maustratos