Influência de variações na técnica restauradora incremental na resistência à tração diametral da resina composta

Palavras-chave: Testes mecânicos, Restauração dentária, Resinas compostas, Restaurações dentárias permanentes

Resumo

Objetivo: analisar a influência de variações da técnica restauradora incremental e utilização de modeladores na resistência da resina composta. Material e método: Para avaliação da resistência à tração diametral, amostras cilíndricas (4 mm X 2 mm) foram confeccionadas com resina composta nanohíbrida (Forma, Ultradent, Indaiatuba – SP), sendo os fatores de estudo: quantidade de incrementos (incremento único – controle; dois incrementos – 2; e três incrementos - 3) e técnica restauradora (sem intervenção - SI; com modelador - M; com fotoativação - F; e com modelador e fotoativação – MF). Todas as amostras tiveram o tempo total de fotoativação de 40 segundos, com aparelho fotoativador de 1000 mW/cm2. As amostras foram, então, submetidas ao teste de tração diametral, realizado em uma máquina de ensaio Universal EMIC DL 2000, com velocidade de 0,5mm/min, até que ocorresse a fratura da amostra. Os dados, em Mpa, foram submetidos aos testes estatísticos de análise de variância de dois fatores (incrementos x técnicas) e teste-T (controle x grupos); ambos com nível de confiança de 95%. Resultados: Os resultados obtidos não mostraram diferença estatística quando comparamos a quantidade de incrementos (p=0,998) e a técnica de inserção (p=0,176) utilizada. Porém, na análise específica entre os grupos experimentais com o grupo controle, houve redução da resistência para os grupos 2-F (41,8 MPa), 2-MF (42,47 MPa), 3-F (41,83 MPa) e 3-MF (42,47 Mpa). Conclusão: a quantidade de incrementos, desde que estes sejam fotoativados de uma única vez ao final, e o uso do modelador não alteraram a resistência a tração diametral da resina composta. O aumento da quantidade de incrementos fotoativados diminui a resistência à tração diametral, comparado com único incremento.

Publicado
27-12-2021
Como Citar
Nunes, A., Peres, T., Gonçalves, V., Rezende Vilela, A., Reis, B., Soares, P., Menezes, M., & Machado, A. (2021). Influência de variações na técnica restauradora incremental na resistência à tração diametral da resina composta. Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 29. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021tracapdiametral