Terapêutica na odontologia com o uso de óleos essenciais

Palavras-chave: Óleos voláteis, odontologia, terapêutica, aromaterapia, ansiedade ao tratamento odontológico

Resumo

Os óleos essenciais são compostos naturais, voláteis, obtidos de plantas aromáticas como metabólitos secundários. Seu estudo e sua aplicação na medicina não é recente, a utilização desses produtos naturais que antes fazia parte somente da crença popular tem ganhado cada vez mais espaço na utilização terapêutica na Odontologia. Isso tudo se deve a grande riqueza em compostos que esses óleos carregam, dos quais tem propriedades aromáticas, antimicrobianas, anti-inflamatórias, analgésicas, antibiofilme, sedativas; atuando como agentes preventivos e terapêuticos para várias doenças orais, e auxiliando no controle da ansiedade no atendimento clínico. Objetivo: Expor com base em publicações cientificas as variadas utilizações terapêuticas dos óleos essenciais na Odontologia. Metodologia: Tratou-se de uma revisão de literatura com base em publicações cientificas das bases de dados SciELO, PubMed e também no Google Scholar, com o uso dos descritores “dentistry”, “essencial oils” e “terapêutica”. Resultados/Discussão: Os estudos mostraram comprovada ação de óleos essências contra diversos tipos de microrganismos presentes na cavidade bucal, atuando assim na prevenção e promoção de saúde, na endodontia, na periodontia e na estomatologia. Ressalta-se a ação destes óleos frente Streptococcus mutans, Staphylococcus aureus, Candida albicans. Isso tem como benefício o controle do biofilme, a prevenção da cárie e da doença periodontal. Para o tratamento da candidíase o óleo essencial de Melaleuca Alternifolia é uma alternativa ao uso da clorexidina em decorrência dos poucos efeitos colaterais. Ademais, o uso desses óleos evita os efeitos adversos de muitos antibióticos. Foi demonstrado que aromaterapia com óleo essencial de lavanda pode reduzir a ansiedade dos pacientes tanto durante os atendimentos quanto nas salas de espera, melhorando assim a qualidade dos tratamentos odontológicos. Existem diversos produtos odontológicos que apresentam em sua composição óleos essenciais, o eugenol, produto amplamente usado na odontologia por suas propriedades terapêuticas e bastante conhecido por sua combinação com o óxido de zinco formando o cimento mais utilizado para obturação de canais radiculares, tem como principal constituinte o óleo de cravo da Índia. Há vários dentifrícios, produtos profiláticos e colutórios contendo em sua composição óleos essenciais. Além disso, para uso em clinicas odontológicas existem também velas aromáticas ou odorizadores de ambiente contendo esses óleos. Conclusão: Os óleos essenciais tem inúmeras propriedades benéficas, portanto seu potencial como um agente preventivo ou terapêutico na odontologia é grande, não obstante são necessários mais ensaios clínicos para estabelecer melhor sua eficácia e segurança, para que assim mais propriedades sejam descobertas e mais produtos naturais sejam incorporados ao cotidiano da odontologia.

Publicado
28-12-2021
Como Citar
Paulino, G., Trindade, L. de F., Isolan, C., & Dietrich, L. (2021). Terapêutica na odontologia com o uso de óleos essenciais. Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 58-59. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021rocjofpmoleos