Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos (PRF) em cirurgia para elevação do soalho de seios maxilares. Uma técnica viável?

  • Alícia Barboza Lopes Universidade Federal Fluminense
  • Beatriz Guimarães Jardim Universidade Federal Fluminense
  • Perla Mariana Spozito Santos
  • Luise Rodrigues Alparone
  • Beatriz Pereira Monteiro da Silva
  • Luiza Henriques Esteves Rodrigues Pacheco
  • Maria Clara Frotté Albuquerque de Oliveira
Palavras-chave: Levantamento do assoalho do seio maxilar, PRF, Biomateriais

Resumo

Introdução: Reabilitar regiões edêntulas de maxila posterior atrófica pode exigir técnicas de elevação do soalho do seio maxilar para instalação de implantes osteo-integráveis. O osso autógeno é considerado o padrão-ouro para esse procedimento. Todavia a necessidade de mais de um sítio cirúrgico e consequente morbidade tem levado a busca de materiais alternativos, como por exemplo, concentrados sanguíneos e preenchedores ósseos. A baixa morbidade destes materiais tem ganho força nas últimas décadas como possível substituição ao osso autógeno. Objetivos: O objetivo deste trabalho é avaliar a possibilidade de utilização da Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos (PRF) para elevação de soalho sinusal associado ou não a materiais preenchedores ósseos. Metodologia: A revisão de literatura utilizou uma estratégia de pesquisa abrangente ao tema nas bases de bancos de dados eletrônicos Pubmed/MEDLINE e Periodicos Capes. Discussão: Desde sua descoberta, o PRF tem sido utilizado nas mais variadas aplicações em Medicina e Odontologia. Na implantodontia a sua utilização como material único, ou em combinação a biomateriais substitutos ósseos, para elevação do soalho de seios maxilares tem ganho vários adeptos em substituição ao tecido ósseo autógeno. Todavia, a falta de protocolos bem delineados torna inconclusivos os resultados apresentados. Muitas vezes a falta de normatização nas centrífugas, bem como a utilização da aferição em rotações por minuto (RPM) ao invés de força centrífuga relativa (RCF) faz com que uma grande maioria dos estudos sejam carregados de vieses. Muitos autores preconizam o protocolo original de Joseph Choukroun, porém, utilizando centrífugas com raios de centrifugação diferentes. Todavia há consenso nos estudos apresentados de que a combinação de materiais aloplásticos e xenógenos proporcionam aumento volumétrico superior ao PRF somente. Isto pode ser explicado pelo "efeito arcabouço" dos materiais de preenchimento ósseo. Talvez a matriz de fibrina polimerizada não possua resistência às forças compressivas do edema pós cirúrgico, o que pode explicar tais resultados. Conclusão: Embora o "efeito arcabouço" dos materiais preenchedores ósseos possam se mostrar relevantes em ganhos volumétricos para cirurgias de elevação de soalho sinusal quando utilizados em sinergismo ao PRF, há inconsistência nos dados atuais na literatura que suportem esta afirmativa em relação à utilização de membranas do concentrado apenas.

Publicado
27-12-2021
Como Citar
Lopes, A., Jardim, B., Santos, P. M., Alparone, L., da Silva, B., Pacheco, L., & de Oliveira, M. C. (2021). Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos (PRF) em cirurgia para elevação do soalho de seios maxilares. Uma técnica viável?. Revista De Odontologia Contemporânea, 5(1 Supl 2), 22-23. https://doi.org/10.31991/v5n1sup22021lprfseiomaxilar