USO DA PROTEÍNA DE ESMALTE NA REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA: revisão de literatura

  • Jéssica Lorrane Oliveira
  • Lorrane Cristiny Rocha Ferreira
  • Juliana Nithiele Oliveira de Freitas
  • Vinicius Augusto Gonçalves
  • André Rodrigues Ferreira
  • Eduardo Moura Mendes Faculdade Patos de Minas
Palavras-chave: Periodontite, Regeneração Tecidual Guiada, Proteína do Esmalte Dentário

Resumo

A periodontite é uma doença comum e bastante presente na vida clínica do cirurgião-dentista. Caracteriza-se por uma infecção bacteriana crônica de alto índice de prevalência. O seu tratamento objetiva o controle do biofilme através do uso de instrumentos manuais, ultrassom e instrução de higiene oral. No entanto, em alguns casos, intervenções cirúrgicas adicionais são necessárias, como por exemplo, a Regeneração Tecidual Guiada (RTG), que objetiva a criação de um novo aparato de inserção do periodonto, perdido em consequência da doença periodontal. As proteínas procedentes da matriz do esmalte (PDME) são biomateriais utilizados na RTG que induzem o reparo de defeitos periodontais. Objetivo e metodologia: abordar através de uma revisão narrativa da literatura, por meio de artigos encontrados nas bases de dados especificas da área da saúde, sobre a efetividade das proteínas derivadas da matriz do esmalte na RTG. Conclusão: Podemos considerar as PDME como uma opção válida na restauração funcional do ligamento periodontal, cemento e osso alveolar, em pacientes com grande perda de inserção clinica.

Publicado
11-02-2020
Como Citar
Oliveira, J., Ferreira, L. C., de Freitas, J. N., Gonçalves, V., Ferreira, A., & Mendes, E. (2020). USO DA PROTEÍNA DE ESMALTE NA REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA: revisão de literatura. Revista De Odontologia Contemporânea, 4(1), 95-101. https://doi.org/10.31991/v4n12020rocPE