Hipoplasia dental relacionada a causas sistêmicas

  • Ozania Alves Ferreira FPM Faculdade Patos de Minas
  • Stefani Pacheco da Silva
  • Roberto Wagner Lopes Goes
  • Mayra Maria Coury França Faculdade Patos de Minas - FPM
Palavras-chave: hipoplasia, anomalia de esmalte

Resumo

INTRODUÇÃO: O esmalte dentário é um tecido de origem ectodérmica , que recobre a coroa anatômica do dente. É a estrutura mais mineralizada do organismo e a única de origem epitelial. Sendo o esmalte dentário um tecido de natureza não remodeladora . Os distúrbios de desenvolvimento no esmalte apresentam-se como anomalias de estrutura , podendo afetar ambas as dentições; dentre esses distúrbios está a hipoplasia de esmalte que é definida como uma formação incompleta ou defeituosa da matriz orgânica do esmalte dentário em desenvolvimento e pode ser consequência de eventos que interferem na formação normal desta matriz, pode apresentar origem genética ou ambiental e etiologia sistêmica ou local. METODOLOGIA:foi realizada uma revisão bibliográfica de artigos científicos das bases de dados Google acadêmico e SciElo. OBJETIVO: Apresentar a incidência de hipoplasia relacionada a causas sistêmicas e a importância de um diagnóstico preciso. CONCLUSÃO: Por meio de um diagnóstico diferencial preciso,é indicado um tratamento efetivo e eficaz para restabelecer a função, a estética e a auto-estima de pacientes que sejam portadores de hipoplasia de esmalte, por causas sistêmicas.

Publicado
20-07-2019
Como Citar
Ferreira, O., da Silva, S., Lopes Goes, R., & Coury França, M. (2019). Hipoplasia dental relacionada a causas sistêmicas. Revista De Odontologia Contemporânea, 3(1 Supl 1), 34. https://doi.org/10.31991/iiisdpbucalv3n1201934
Seção
Resumos ANAIS Simpósio de Detecção e Prevenção Câncer de Boca Noroeste Minas