Carcinoma de células escamosas

  • Jéssica Karolaine Mendes Faculdade Patos de Minas
  • Maria Eduarda Silva Santos Faculdade Patos de Minas
  • Thais Anícesio dos Santos Faculdade Patos de Minas
  • Roberto Wagner Lopes Goés Faculdade Patos de Minas
Palavras-chave: Câncer da boca/ Carcinoma de células escamosas/ Patologia Bucal

Resumo

Introdução:  A taxa de incidência de carcinoma de células escamosas é uma das mais altas na população brasileira, correspondendo de  90% a 95% de todas as neoplasias malignas da boca. Geralmente é diagnosticada em etapas avançadas.  Há uma maior prevalência de casos no sexo masculino do que no feminino. A luz solar, álcool e tabagismo afetam diferentemente no surgimento da doença. O diagnóstico clínico de uma lesão é  feito pela  anamnese e exame físico. Caso haja alguma hipótese de neoplasia deve ser exigido a biópsia por meio do exame histopatológico. O tratamento varia de acordo com o tumor, localização, e  avanço clínico da doença podendo ser realizado através de: quimioterapia, radioterapia e cirurgia,  de forma individual ou conjunta. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo abordar sobre o carcinoma de células escamosas sua incidência, causa e tratamento.  Metodologia: Foi feito o uso das palavras-chaves em combinação no google acadêmico, scielo, selecionando artigos de 2006 a 2012 Conclusão: Diagnosticar precocemente e um fator necessário para o sucesso do tratamento do CCE, a atuação do cirurgião dentista é crucial  em todas as suas fases desde o diagnóstico até a remissão da doença.

Publicado
20-07-2019
Como Citar
Mendes, J., Silva Santos, M., dos Santos, T., & Lopes Goés, R. (2019). Carcinoma de células escamosas. Revista De Odontologia Contemporânea, 3(1 Supl 1), 28. https://doi.org/10.31991/iiisdpbucalv3n1201928
Seção
Resumos ANAIS Simpósio de Detecção e Prevenção Câncer de Boca Noroeste Minas