Osteonecrose associado a bisfosfonato em odontologia

  • larissa marçal candido silva faculdade cidade de patos de minas
  • Marcela Alves Caixeta
  • Cizelene do Carmo Faleiros Veloso Guedes Faculdade Patos de Minas - FPM
Palavras-chave: Osteonecrose, bisfosfonatos, maxila

Resumo

INTRODUÇÃO: Os bisfosfonatos (BFS) são medicamentos utilizados no tratamentos de doenças malignas metastáticas, câncer de mama e próstata e outras doenças ósseas como osteoporose e doença de Paget. Seu mecanismo inibe a reabsorção óssea, inativando a ação osteoclástica, inibindo seu recrutamento e promovendo a apoptose destes. Se administrado a  longo prazo, a incapacidade dos osteoclastos na reabsorção óssea faz com que os osteoblastos e os osteócitos morram, deixando uma matriz acelular no osso. Os principais casos de osteonecrose da maxila e/ou mandíbula tem sido associada a pacientes que fazem terapia crônica com BFS e são submetidos a intervenções odontológicas invasivas ,sendo que 60% dos casos relatados foram associados á cirurgia dentoalveolar,e 40% á infecção.OBJETIVO: Apresentar aos cirurgiões-dentistas os riscos do uso prolongado de bisfosfonatos por pacientes portadores de doenças ósseas, atuando preventivamente orientando-os quanto aos cuidados necessários à  saúde bucal.METODOLOGIA: Realizamos uma revisão de literatura, buscando dados em artigos científicos no Google Acadêmico, revistas odontológicas de 2009 a 2018.CONCLUSÃO: A terapia com bisfosfonatos pode levar a osteonecrose principalmente quando pacientes são submetidos a procedimentos invasivos,sendo importante o papel do cirurgião dentista na orientação e eliminação de focos de infecção.

Publicado
20-07-2019
Como Citar
marçal candido silva, larissa, Alves Caixeta, M., & Guedes, C. (2019). Osteonecrose associado a bisfosfonato em odontologia. Revista De Odontologia Contemporânea, 3(1 Supl 1), 56. https://doi.org/10.31991/iiisdpbucalv3n1201956
Seção
Resumos ANAIS Simpósio de Detecção e Prevenção Câncer de Boca Noroeste Minas