Carcinoma epidermóide e sua descrição com o câncer oral

  • Weslley Raphael Leal Faculdade Patos de Minas FPM
  • Bárbara Gabriela de Morais Severo
  • Mayra Maria Coury de França
Palavras-chave: Carcinoma de células escamosas; Condições pré-cancerosas; Neoplasias da língua.

Resumo

Introdução: Acometendo geralmente pessoas com mais de 50 anos, o carcinoma epidermóide é a neoplasia maligna mais comum na cavidade bucal. Atingem de modo genérico homens, com histórico de consumo excessivo de tabaco e álcool. O CE representa 90% a 95% das neoplasias malignas bucais, situando-se mais comumente na língua, sobretudo na borda lateral posterior. As lesões apresentam aparências ulceradas, endurecidas, bordas evertidas e que não cicatrizam após 15 dias. Por possuir alteração na mucosa bucal deverá ser motivo de atenção para o cirurgião-dentista, com uma visão direta na cavidade bucal, a sua identificação é facilitada; consequentemente deveria haver maior probabilidade de diagnósticos precoces de lesões bucais. Metodologia: Através de artigos científicos de 2006 a 2017 identificados através de pesquisa na plataforma Google Acadêmico, em que o tema foi considerado prioritário. Objetivo: Informar sobre as peculiaridades do carcinoma epidermóide. Conclusão: É observado que o diagnóstico tardio ainda acontece e seu atraso implica um pior prognóstico e diminuição na taxa de sobrevida dos pacientes. O tratamento inicial é cirúrgico, seguido de quimioterapia e radioterapia em casos mais avançados ou de aspecto característico de alto risco. Possui atributos clínicos e incidências típicas.

 

Publicado
20-07-2019
Como Citar
Leal, W., Severo, B. G., & de França, M. M. (2019). Carcinoma epidermóide e sua descrição com o câncer oral. Revista De Odontologia Contemporânea, 3(1 Supl 1), 29. https://doi.org/10.31991/iiisdpbucalv3n1201929
Seção
Resumos ANAIS Simpósio de Detecção e Prevenção Câncer de Boca Noroeste Minas