Laser terapia como modalidade de tratamento para glossite migratória

  • Bethanea Elizabeth Silva fpm
  • Gabriela Gonçalves da Silva fpm
  • Anna Luisa Silva Cabeceira fpm
  • Roberto Wagner Lopes Góes fpm
  • Aletheia Moraes Rocha fpm
Palavras-chave: Eritema migratório lingual. Língua geográfica. Glossite esfoliativa circunscrita.

Resumo

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Biografia do Autor

Bethanea Elizabeth Silva, fpm

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Gabriela Gonçalves da Silva, fpm

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Anna Luisa Silva Cabeceira, fpm

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Roberto Wagner Lopes Góes, fpm

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Aletheia Moraes Rocha, fpm

INTRODUÇÃO:A glossite migratória, popularmente conhecida como língua geográfica, é uma lesão inflamatória benigna de etiologia desconhecida. É uma patologia que acomete o dorso da língua e as lesões aparecem como placas eritematosas irregulares de formas circulares e com bordas delimitadas por uma linha branca amarelada. Sabe-se que as lesões começam como pequenas manchas brancas e, à medida que migram, cresce uma zona atrófica vermelha no centro em consequência a perda das papilas filiformes. Alguns estudiosos sugerem que a língua geográfica ocorre com maior intensidade em pacientes com psoríase. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho é mostrar as consequências dessa alteração, o diagnóstico e os benefícios da laser terapia. METODOLOGIA: Foi realizada uma revisão bibliográfica, através das bases de dados Google Acadêmico, Medline e RegulaSUS. De sete artigos , três foram descartados por não se identificarem com o objetivo do trabalho. CONCLUSÃO: O laser de baixa intensidade tem sido usado no tratamento da glossite migratória benigna. Essa tecnologia não deve ser negligenciada e possui efeito analgésico, anti-inflamatório, bioestimulante e atua na redução de edemas.

Publicado
21-07-2019
Como Citar
Silva, B., da Silva, G., Cabeceira, A. L., Góes, R., & Rocha, A. (2019). Laser terapia como modalidade de tratamento para glossite migratória. Revista De Odontologia Contemporânea, 3(1 Supl 1), 41. https://doi.org/10.31991/iiisdpbucalv3n1201941
Seção
Resumos ANAIS Simpósio de Detecção e Prevenção Câncer de Boca Noroeste Minas